25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005



Dê uma nota para meu blog



Site Oficial - Ana Boscarioli
Tryon
Solo Design









Descanso merecido

26/09/2005

- Descanso merecido



Acampamento 3

De volta ao Campo Base Avançado após a conquista do cume do Monte Cho Oyu, sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros e ser a primeira brasileira a realizar este feito, Ana Elisa explica que “a descida também é difícil porque se a subida foi bastante íngreme, na volta isso fez com que os joelhos sofressem muito e da mesma forma, tudo é muito longe”.

Depois do cume, Ana Elisa e seus três parceiros de expedição, mais dois guias e cinco sherpas passaram pelo Acampamento 3 (7.400 metros) e só pararam para descansar e dormir no Acampamento 2 (7.000 metros). “É um descanso relativo porque estávamos mais ou menos na mesma altura do Monte Aconcágua e foi uma noite difícil. O ar é muito seco, tossi muito e dormi muito mal com falta de ar. Hoje (26/09) logo cedo retomamos a descida e estamos no ABC. Não tem mais erro, podemos comemorar e descansar. Acho que agora a ficha caiu de verdade”.

“Durante a descida, cruzamos com outras expedições que ainda estão subindo e aí é como um flashback. Vem à memória todo sofrimento para subir, cada etapa é uma grande conquista. Mas, apesar de tudo consegui meu objetivo. Estou muito feliz!”, finalizou.

A chegada de Ana Elisa ao Brasil está prevista para o início de outubro.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, atingiu o objetivo de ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 14h32
[] [envie esta mensagem]



É cume!!!!

25/09/2005

- Ouça Ana Boscarioli direto do cume do Cho Oyu!!!



Ana Boscarioli no cume do Cho Oyu

Às 8h45 (hora do Nepal), a cirurgiã plástica Ana Elisa Boscarioli, 39 anos, do Try On Extraordinary Women II, chegou ao cume do Monte Cho Oyu, no Tibet com 8.201 metros. Com este feito ela tornou-se a primeira mulher brasileira a alcançar o cume de uma montanha de 8.000 metros.

Todos os quatro integrantes da expedição internacional organizada pela Adventure Consultants, da qual Ana Elisa fazia parte, chegaram ao cume. Em meio à comemoração, ela contou pelo telefone satelital que “o dia está lindo, o tempo está ótimo e, apesar de ter sido uma longa e dura caminhada, chegar ao cume é emocionante!”

Utilizando cilindros de oxigênio somente a partir dos 7.400 metros (Acampamento 3), Ana Elisa passou pelos ciclos de aclimatação com tranqüilidade e conseguiu realizar o sonho que acalentou durante dois anos em que treinou intensamente apesar de clinicar em três cidades diferentes (Campinas, São Paulo e Americana).

Muito emocionada, Ana Elisa agradeceu “a torcida dos amigos, da família e das pessoas que não me conhecem e mesmo assim mandaram muita energia positiva para mim”.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 14h25
[] [envie esta mensagem]



HOJE É O ATAQUE FINAL AO CUME

- É hoje!!!!!



Caminho para Acampamento 2

A paulista Ana Elisa Boscarioli, cirurgiã plástica, 39 anos, está prestes a se tornar a primeira brasileira a alcançar o cume de uma montanha de 8.000 metros.

Do Acampamento 3 (7.400 metros), última etapa antes do ataque final ao cume do Cho Oyu (8.201 metros), já utilizando cilindros de oxigênio suplementar, ela contou que “a minha noite no Acampamento 2 não foi fácil. Passei a noite toda com dor de cabeça, tomando analgésicos. Mas acordei bem e subi até o 3 sem usar cilindro de oxigênio”.

“A subida não foi das mais fáceis porque nevou e a cada etapa fica tudo mais difícil. Aqui no Acampamento 3 vamos descansar até meia-noite (15 horas no Brasil) e lá pelas duas horas da manhã (17 horas no Brasil), vamos sair para o cume e a caminhada deve durar em torno de seis horas”, finalizou.

Ana Elisa Boscarioli, do Try On Extraordinary Women II, embarcou para o Nepal no dia 27 de setembro. Em Katmandu encontrou-se com mais cinco integrantes da expedição internacional organizada pela Adventure Consultants (Nova Zelândia) e seguiu para o Tibet para início da aclimatação. Dois dos integrantes – um australiano e um inglês – desistiram da escalada. Agora a expedição está composta pela brasileira, um sueco e dois americanos, acompanhados por dois guias neozelandeses.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 14h16
[] [envie esta mensagem]



Tão perto e tão longe. Falta pouco!

- "Olhando do alto!"

Ao contrário do dia anterior, quando enfrentou muito frio e neve, a brasileira Ana Elisa Boscarioli chegou ao Acampamento 2, a 7.000 metros, com sol e, por causa do intenso reflexo dos raios solares no gelo, calor. “Saímos cedo do Acampamento 1 com muita roupa porque estava frio. Ao longo do dia tivemos que tirar várias camadas durante a caminhada”, contou aproveitando o fim da tarde para ficar mais um pouco fora da barraca.

“Isso porque – continuou – quando o sol vai embora, a temperatura cai de repente. Estamos sentindo bastante a falta de oxigênio. Eu vim bem devagar, pois qualquer movimento nos deixa ofegantes. Aproveitei para apreciar a paisagem; já podemos ver as outras montanhas, do alto. É uma visão deslumbrante!”

Hoje (23), a cirurgiã plástica dorme pela primeira vez a 7.000 metros, “o mais alto que estive foi no cume do Aconcágua, a 6.962 metros. Estou me sentindo muito bem e, a partir dos 7.400 metros usaremos os cilindros de oxigênio”.

“Amanhã (24/09) sairemos bem cedo para o Acampamento 3, descansamos um pouco e seguimos até o cume. Algumas pessoas já chegaram aos 8.201 metros nesta temporada e eu estou bastante forte e otimista. Torçam por mim!”

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 14h09
[] [envie esta mensagem]



Reta Final!!!

- Reta final!!!

Ana Elisa, do Try On Extraordinary Women II, começou a subida final do Cho Oyu (8.201 metros), apesar do mau tempo. A previsão é de atingir o cume entre os dias 25 (domingo) e 26 (segunda-feira).

O Try On Extraordinary Women II está em sua reta final. Do Acampamento 1, a 6.400 metros, Ana Elisa nos conta que “entrou uma onda de tempo ruim e está nevando bastante. Mas como não tem ventos, começamos a nossa subida de ataque ao cume”.

“Hoje, dia 22 – continua -, dormiremos no Acampamento 1. Amanhã, subiremos ao Acampamento 2 a 7.000 metros. E no dia 24 devemos chegar ao Acampamento 3, a 7.400 metros”.

“A previsão que nos chega da Suíça é que no sábado (24) o tempo comece a melhorar e aí tentaremos o cume entre os dias 25 e 26. Segundo os guias, no dia do cume serão seis horas de caminhada para chegar ao topo e realizar o sonho que venho acalentando há dois anos”, completa.

Tranqüila e muito animada, Ana Elisa contou ainda que sua aclimatação foi perfeita, sente-se bem e está bastante otimista em conseguir alcançar o cume de um 8.000 após ter sido a primeira mulher brasileira a alcançar o cume do Aconcagua (6.962 metros) pela Rota Direta do Glaciar dos Polacos e ter integrado a Try On Expedition I com Rodrigo Raineri e Vitor Negrete quando ambos se tornaram os primeiros brasileiros a fazer o cume da maior montanha das Américas durante o inverno.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282 Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660 E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 13h55
[] [envie esta mensagem]



Try On Extraordinary Women II

Mais um ciclo de aclimatação foi completado por Ana Elisa Boscarioli, do Try On Extraordinary Women II. De volta ao ABC, depois de ter chegado ao Acampamento 2, a brasileira sente-se bem.

Pelo cronograma do Try On Extraordinary Women II, estava previsto chegar ao Acampamento 2 durante o fim-de-semana passado, dormir a mais de 7.000 metros e voltar ao ABC para descanso completando o último ciclo de aclimatação antes do ataque ao cume do Cho Oyu, com 8.201 metros.

Porém, durante a subida, bastante difícil, o tempo começou a fechar e foi decidido, por segurança, retornar – mesmo tendo chegado ao Acampamento 2 – e dormir no Campo Base Avançado.

Ana Elisa explica que “quando chegamos, no fim da tarde, o tempo melhorou e teria sido possível dormir a mais de 7.000 metros. Mas, por segurança, optamos por retornar. Foi uma subida muito difícil, o pior trecho da escalada do Cho Oyu é entre o Acampamento 1 e o Acampamento 2. São várias rampas de gelo e uma parede, o “The Ice Cliff”, extremamente técnica. Tanto que, na volta foi um rapel de mais ou menos 150 metros, o maior que fiz até hoje e muito, muito lindo!”

A expedição que era composta por seis alpinistas teve duas baixas, o médico australiano Simon Andrade e o inglês Peter Browne. Ambos decidiram desistir porque não conseguiram se aclimatar.

Por outro lado, Ana Elisa conta que “estou muito bem, não senti dor de cabeça ou qualquer outro problema, mesmo no Acampamento 2. Cheguei a dormir 12 horas a 6.400 metros apesar da barraca estar em cima do gelo irregular e da baixa temperatura. E o frio é um grande problema porque é muito intenso. Quando fomos do Acampamento 1 para o 2, achei que estava quente e não me agasalhei devidamente. Minhas mãos e meus pés começaram a congelar e tive que voltar para pegar mais roupa e conseguir continuar.”

“Escalar o Cho Oyu não é nada fácil, ela continua. Pode ser mais tranqüilo que outras montanhas de 8.000, mas é preciso ter muita força de vontade, muita determinação. Tudo é muito longe, faz muito frio e o trecho inicial é bastante desgastante.”

Ana Elisa descansará mais alguns dias no ABC onde testa a máscara de oxigênio e no próximo fim-de-semana, dependendo do clima, começará o ataque ao cume.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 16h44
[] [envie esta mensagem]



Ana Elisa bate seu recorde de altitude

Depois de ter dormido a 6.400 metros e chegado a 7.000 metros, Ana Elisa Boscarioli, do Try On Extraordinary Women II, está de volta ao Campo Base Avançado para descansar.

- Descanso no Campo Base Avançado

Ana Elisa explica que “o planejamento é que dormíssemos a 6.400 metros, no Acampamento 1 e fôssemos até o Acampamento 2, a mais de 7.000 metros e daí retornássemos ao ABC para descanso”.

“Mas o grupo ainda não está totalmente aclimatado, estávamos muito cansados e com um pouco de dor de cabeça. Quando chegamos a 7.000 metros, depois de passar pela cascata de gelo que é bem vertical, onde foi preciso usar cordas fixas, voltamos. Fiquei feliz porque é meu novo recorde de altitude.

“Vamos descansar um dia e amanhã (17/09) a idéia é subir até o Acampamento 2, dormir e voltar para o ABC para descansar novamente. A partir daí, dependendo das condições de tempo e do grupo, começar o ataque ao cume”.

“Dormir a 6.400 metros não foi nada fácil. O vento esteve muito forte (tanto que a barraca refeitório, no ABC, voou e tiveram que remontar), estava muito frio e qualquer coisa que se faça é difícil, sacrificado. Aqui as dimensões são muito diferentes se compararmos com os Andes, as distâncias são enormes e exige sacrifício”.

“Para chegar a 7.000 metros foi muito duro, passamos por diversas rampas de gelo expostas com várias fendas, onde poderíamos escorregar e cair. Quando passamos na cascata de gelo, pensei que estivéssemos perto do Acampamento 2, mas os guias disseram que tínhamos feito apenas 30% do percurso! Ou seja, começou o sofrimento da montanha”.

“Para fazer qualquer cume, você sempre passa por momentos tão difíceis que chega a se arrepender de ter ido...Nos 7.000 metros sentimos muita falta de ar, muito cansaço. Uma montanha de 8.000 metros é muito, muito difícil. Mas, no final, todo este sacrifício compensa!, finaliza.

O Try On Extraordinary Women II, com apoio da Try On, tem como objetivo ter a primeira mulher brasileira no cume de uma montanha de 8.000 metros. O Cho Oyu é a sexta maior montanha do mundo, com 8.201 metros.

Jornalista Responsável – Sueli Rumi / MTb 12282
Fones: (11) 3085-1602 / 9161-6660
E-mail: sueli@suelirumi.com.br



 Escrito por Cho Oyu às 16h03
[] [envie esta mensagem]



Brasileira subirá o Himalaia

RIO - Este ano os brasileiros estão a todo vapor para chegar nos topos mais altos do mundo. Depois que Vitor Negrete, Waldemar Niclevicz e Irivan Burda alcançaram o cume da montanha mais alta do planeta, o Everest, em comemoração aos 10 anos de sua conquista, agora é a vez da aventureira Ana Elisa Boscarioli.

Neste sábado ela inicia a escalada do Monte Cho Oyu, no Himalaia, com 8.220 m de altitude. Se completar o objetivo, será a primeira brasileira a atingir um cume acima dos 8 mil metros.

Com larga experiência em montanhas, Ana Elisa participou da expedição Aconcágua In vernal, em 2004, pela qual Vitor Negrete e Rodrigo Raineri venceram os 6.962 m do maior pico das Américas, o Monte Aconcágua, em pleno inverno.

A alpinista foi a primeira brasileira a chegar ao cume do Aconcágua pela via direta do Glaciar Polonês, em 2003.

Onde começa a aventura

A paixão de Ana Elisa pelas montanhas começou em 1999, quando realizou um trekking de 200 km no Himalaia, indo do Vale do Khumbu até o Acampamento Base. Neste mesmo ano, completou dois cumes - o Monte Kalapatar, de 5.700 m, e o Monte Gokio, de 5.400 m - ambos no Nepal.

No ano seguinte, chegou pela primeira vez ao topo das Américas, o Monte Aconcágua, e foi além, chegando no alto do Monte Tarija, de 5.100 metros e do Monte Pequeno Alpanayo, de 5.400. Em abril de 2002, seguiu rumo à Bolívia, onde escalou o Wyna Potosi, de 6.100 m e o Illimani, de 6.500 m.

No ano passado, em expedição pelo Chile, chegou ao cume dos vulcões Lascar (6.100 m), Sayre Kabur (6.300 m) e Ojos del Sala do (6.700 m). Para o próximo ano, Ana Elisa Boscarioli pretende mais um feito inédito para o alpinismo feminino no Brasil: chegar ao cume do Monte Everest, com 8.850 m.

Fonte: GloboEsporte.com



 Escrito por Cho Oyu às 14h39
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]